Sítios Arqueológicos da África do Sul

 

A África do Sul abriga importantes sítios arqueológicos de hominídeos, espalhados nas províncias de Gauteng, Limpopo e Noroeste, nas regiões de Sterkfontein, Swartkrans, Kromdraai e imediações. A região contém elementos essenciais para o estudo da evolução da espécie humana. Foram encontrados mais de 950 espécimes de fósseis de hominídeos em uma área de 47 mil hectares.

Em 1924, mineiros encontraram ao norte de Kimberley o celebrado fóssil do garoto de Taung, da espécime de australopithecus, identificado pelo anatomista australiano Raymond Dart. No vale Makapan as escavações descobriram vestígios de ocupação humana que datam de 3,3 milhões de anos, em várias grutas.

Os fósseis encontrados permitem a identificação de alguns dos mais antigos hominídeos, particularmente o paranthropus, datando de 4,5 a 2,5 milhões de anos atrás. Existe também evidências da domesticação do fogo há mais de um milhão de anos.

Mais: população africana e Cradle of Humankind World Heritage Site.

 

 

 

Temas

Robben Island

iSimangaliso

Drakensberg

Richtersveld

Vredefort Dome

Aventura

Notícias

História

Geografia

Cultura

Universidades

 

 

Copyright © Guia Geográfico - Sítios Arqueológicos. Patrimônio Cultural da África do Sul. Sterkfontein, Swartkrans e Kromdraai. Gauteng.

 

Africa do Sul

 

iSimangaliso Wetland

 

Mapa Africa do Sul

Raymond Dart

 

Sitio Arqueologico

 

África do Sul

 

Robben Island

 

Fosseis

 

 

O Dr. Raymond Dart (1893-1988) mostra o crânio do garoto de Taung.

 

Sítios Arqueológicos da África do Sul

 

 

 

 

 

 

F. Bandarin, Unesco